Conheça mais sobre a inscrição do Memorial do Dr. Mikao Usui

A Inscrição do Memorial do Dr. Usui [1]

A inscrição a seguir é a tradução do memorial de Mikao Usui que se encontra ao lado de seu túmulo, no Japão. Essa inscrição é considerada como a única informação oficial sobre Mikao Usui.

Memorial Usui

“Alguém que estuda muito (isto é, que pratica meditação) e trabalha assiduamente para melhorar o corpo e a mente com o intuito de se tornar uma pessoa melhor é chamado de ‘homem de grande espírito’. As pessoas que usam esse grande espírito para um propósito social, ou seja, para ensinar o caminho correto para muitas pessoas e para fazer o bem coletivo são chamadas de ‘professores’. O Dr. Usui era um desses professores. Ele ensinou o Reiki do universo (energia universal ). Inúmeras pessoas vieram até ele e pediram para ele lhes ensinar o grande caminho do Reiki e para curá-los.

O Dr. Usui nasceu no primeiro ano do período Keio, chamado de Keio Gunnen, em 15 de agosto (1864). Seu prenome era Mikaomi, e seu outro nome é pronunciado Gyoho (ou Kyoho). Ele nasceu na aldeia de Yago, no distrito de Yamagata, região de Gifu. O nome de seu ancestral é Tsunetane Chiba. O nome do seu pai era Uzaemon. O nome da família de sua mãe era Kawaai.  Sabe-se que ele foi um estudante talentoso e esforçado. Quando adulto, viajou para vários países ocidentais e para a China para estudar; trabalhou arduamente, mas a certa altura teve má sorte. Entretanto, ele não desistiu e treinou arduamente a si mesmo.

Um dia, ele foi até o monte Kurama fazer um retiro de 21 dias para jejuar e meditar. No final desse período, ele sentiu, repentinamente, a grande energia Reiki no alto de sua cabeça, a qual levou ao sistema Reiki de cura. Ele usou primeiro o Reiki em si mesmo e depois em sua família. Uma vez que funcionou bem para várias enfermidades, ele decidiu compartilhar seu conhecimento com o público. Abriu uma clínica em Harajuku, Aoyama – Tóquio – em Abril do 11° ano do período Taisho (em 1922). Ele não apenas tratou inúmeras pessoas, algumas das quais tinham vindo de muito longe, mas também ministrou workshops para divulgar seu conhecimento.

Em Setembro do 12° ano do período Taisho (1923), o devastador terremoto Kanto abalou Tóquio. Milhares de pessoas morreram, ficaram feridas ou ficaram doentes como consequência. O Dr. Usui sofreu pelo seu povo, mas também levou o Reiki para a cidade devastada e usou seus poderes de cura nas vítimas sobreviventes. Sua clínica logo ficou pequena para lidar com a multidão de pacientes. Assim, em Fevereiro do 14° ano do período Taisho (1924), ele construiu uma nova clínica nos arredores de Tóquio, em Nakano.

Sua fama se espalhou rapidamente por todo o Japão, e convites para ir a cidades e aldeias distantes começaram a chegar. Uma vez ele foi a Kure, uma outra vez a região de Hiroshima e, então, à região de Saga e Fukuyama.

Foi durante a sua estada em Fukuyama que ele teve um derrame fatal, em 9 de Março do 15° ano do período Taisho (1926). Ele tinha 62 anos de idade.

O Dr. Usui tinha uma esposa chamada Sadako; seu nome de solteira era Suzuki. Eles tinham um filho e uma filha. O filho, Fuji Usui, assumiu o negócio da família depois da morte do Dr. Usui.

O Dr. Usui era uma pessoa muito calorosa, simples e humilde. Ele era fisicamente saudável e bem proporcionado. Era discreto e sempre tinha um sorriso nos lábios; também era muito corajoso em face das adversidades e era, ao mesmo tempo, uma pessoa muito cautelosa. Seus talentos eram muitos. Ele gostava de ler e seu conhecimento sobre medicina, psicologia, previsão do futuro e teologia das religiões do mundo era vasto. Esse hábito de estudar e reunir informação, que conservou pela vida inteira, certamente ajudou a pavimentar o caminho da percepção e compreensão do Reiki. (Acho que isso se refere à sua experiência no monte Kurama). O Reiki não apenas cura doenças, mas amplifica habilidades inatas, equilibra o espírito, torna o corpo saudável e assim auxilia a alcançar a felicidade. Para ensinar isso aos outros, você deve seguir os cinco princípios do imperador Meiji e comtemplá-los no seu coração.

Eles devem ser repetidos diariamente, uma vez de manhã e outra vez à noite.

1)   Não fique zangado hoje.

2)  Não se preocupe hoje.

3)  Seja grato hoje.

4)  Trabalhe arduamente hoje (prática de meditação).

5)  Seja amável com os outros hoje.

O objetivo principal é compreender o antigo método secreto para alcançar felicidade (Reiki) e, desse modo, descobrir a cura eficiente de muitas enfermidades. Se esses princípios forem seguidos, você obterá a bela mente tranquila dos antigos sábios. Para começar a divulgar o sistema Reiki é importante iniciar de um lugar próximo a você (você mesmo); não comece a partir de algo distante, como filosofia ou lógica.

Sente-se calmamente e em silêncio toda manhã e toda noite com as mãos cruzadas na posição ‘Ghasso’, ou ‘Namaste’. Siga os grandes princípios e seja limpo e quieto. Trabalhe no seu coração e faça as coisas a partir do espaço calmo dentro de você. Qualquer um pode ter acesso ao Reiki, pois ele começa dentro de você mesmo!

Paradigmas filosóficos estão mudando o mundo inteiro. Se o Reiki puder ser divulgado por todo o mundo, ele tocará o coração humano e o moral da sociedade. Será útil para muitas pessoas e não apenas curará as doenças, mas a Terra como um todo.

Mais de duas mil pessoas aprenderam Reiki com o Dr. Usui. Outras mais aprenderam com seus discípulos mais adiantados e eles levaram o Reiki ainda mais longe. Mesmo agora, depois da morte do Dr. Usui, o Reiki se disseminará para muitos lugares, durante muito tempo. É uma bênção universal ter recebido o Reiki do Dr. Usui e ser capaz de passar o conhecimento adiante. Muitos dos alunos do Dr. Usui vieram para eregir este memorial no Templo Saihoji, no distrito de Toyotoma.

Pediram-me para escrever essas palavras para ajudar a manter vivo o seu grande trabalho. Aprecio profundamente a sua obra e gostaria de dizer a todos os seus discípulos que estou honrado por ter sido escolhido para esta tarefa. Que muitos possam compreender o grande serviço que o Dr. Usui prestou ao mundo.”

Sr. Ushida, sucessor e amigo  de Mikao Usui,  escreveu a Inscrição sobre a lápide de Mikao Usui

memorialUsui

[1] Inscrição extraído do Livro: O Fogo do Reiki. Editora Pensamento-Cultrix. Petter, Frank Arjava.

Reiki Mawashi

Mawashi, o que é?

0-0-mawashi 80-1-mawashi 81-0-mawashi 81-1-mawashi 8

A palavra japonesa mawashi significa “corrente”. Nesta Prática, se conduz a corrente de Energia Reiki através de um grupo de praticantes. O Reiki Mawashi  não é praticado somente entre Reikianos, podemos ter a energia do Reiki circulando entre pessoas não sintonizadas desde que ao menos um Reikiano distribua o Reiki para todos no círculo. É uma prática muito indicada para início de trabalhos energéticos, em reuniões, onde rapidamente a Energia flui e beneficia à todos.

O Reiki Mawashi não substitui as aplicações terapeuticas em maca, tratamentos individuais localizados, mas após 20 minutos, grande mudança no padrão energético pode ser sentida por todos.

Existem vários formatos de círculo praticado no mundo todo. Em um círculo, sustenta-se as mãos dadas formando um corrente. Todos recebem e conduzem a Energia Reiki que chega ao círculo através de um ou mais Reikianos presentes.  Cada pessoa recebe a energia pelas mãos, deixa-a fluir por seu corpo e a transmite à pessoa seguinte da mesma forma.

Também pode ser feito o círculo em pé, de mãos dadas, ou como um “trenzinho” onde a energia flui das mãos para as costas de  cada integrante à sua frente do círculo.

Não  é importante a direção em que a energia é enviada, na verdade, apenas partilhamos esta energia que segue o fluxo natural, se distribuindo entre todos os integrantes do círculo.

Não há limite, podemos praticar Reiki Mawashi com poucos ou muitos integrantes, por pouco ou muitos minutos.

A Sensação!?!

Uma Delícia!

Mawashi-CRC

Fotos do Reiki Mawashi dos Voluntários da Casa do Reiki Consciente (todos os direitos reservados)

O Reiki Karuna®

O Reiki Karuna® surgiu do Reiki Usui Tibetano. Alguns Mestres Usui Tibetano, em suas práticas, começaram a canalizar alguns outros símbolos. Sob a coordenação de Willian Lee Rand começaram a meditar, utilizar e estudar cada um destes símbolos. Para tal contaram com a ajuda de alguns clarividentes e clariaudientes. De todos os símbolos canalizados, 8 deram origem ao Sistema Karuna®, que foram distribuídos em dois níveis Karuna® I e Karuna® II. Além destes níveis há ainda o nível de Mestre Karuna® Reiki.

Chenrezig

São pré-requisitos para a aprendizagem deste sistema:

a- Para Praticante Karuna® Nível I – ter feito ao menos o Reiki Usui ou Usui Tibetano Nível II.

b- Para Praticante Karuna® Nível II – ter feito ao menos o Reiki Usui ou Usui Tibetano Nível III.

c- Para Mestre  Karuna® – ter feito o curso Praticante Karuna® Níveis I e II e ser Mestre Reiki no sistema  Usui ou Usui Tibetano.

São oferecidos ainda cursos de Praticante Karuna® NíveI I e II, em que os instrumentos de ambos os níveis são ensinados em um único workshop. Para este curso é necessário o cumprimento dos mesmos pré requisitos exigidos para o Praticante Karuna® Nível II.

Durante o workshop são abrangidos os seguintes temas:

a- História do Reiki Karuna®

b- Formação, objetivo e bases do Centro responsável pela supervisão, estrutura e coordenação dos estudos e ensinamentos do Reiki Karuna®

c- Apresentação e treino de cada um dos símbolos Reiki Karuna® do nível em questão

d- Diferença e treinamento do cantar e entoar o Reiki Karuna®

e- Discussões sobre diferentes tipos de objetivo de tratamentos.

f- A critério do Professor: apresentação e prática da técnica de Cirurgia Espiritual do sistema Karuna.

g- Iniciação no sistema Karuna Reiki® no nível do curso em questão.

Texto extraído de http://portalalnilam.com.br/

Gokai – Os 5 Princípios

Gokai

No Reiki original, o Gokai era considerado extremamente importante.

5 principios - Usui

Tradicionalmente os praticantes de Reiki os consideravam como sua filosofia de vida. Eles os cantavam uma vez pela manhã e outra à noite junto com os poemas do Imperador Meiji. Esta prática distinguia os praticantes de Reiki diferentes de outros curadores.

Usui Sensei notou que pessoas que tinham superado suas doenças com tratamentos de Reiki retornavam com outros problemas de saúde. Ele percebeu que se as pessoas quisessem ficar completamente curadas elas precisariam olhar para seus problemas psicológicos juntamente com seus problemas físicos. Ele então adotou os cinco princípios para que elas seguissem.

A introdução dos cinco princípios diz: “O método secreto para obter felicidade” a medicina espiritual para todas as doenças. É recomendado que os praticantes de Reiki cantem as seguintes palavras com as mãos na posição Gassho (mãos postas em oração) todas as manhãs e à noite.

gassho

Viver de acordo com esses cinco princípios fará você e os outros felizes e saudáveis.

Existem várias traduções encontradas em muitos sites e blogs, as diferenças são apenas na linguagem. Em sua essência, os princípios são dicas para você manter sua energia em equilíbrio.

1- Liberta a Raiva, afaste-se da Raiva, saia do seu domínio; todos sentimos a raiva, mas é possível viver sem ser escravos dela.

2- Liberta a preocupação, afaste-se das preocupações; vivendo nelas, gastamos nossa energia, nossa vitalidade. Confiar, focar no momento presente, agindo com responsabilidade.

3- Gratidão atrai prosperidade e clareza mental. Praticar, sentir e ver a gratidão pelas menores coisas.

4- Trabalhar arduamente em todos os níveis de auto-conhecimento, evolução. Este não é um princípio do capitalismo! Mas sim  riqueza focada na energia do coração!

5- Gentileza, bondade, doçura, paciência …Tudo está relacionado. Vivendo alinhado com os 4 princípios anteriores, podemos chegar ao equilíbrio de bondade sem perder a firmeza necessária para conduzir nossa vida diária.

VOCÊ JÁ EXPERIMENTOU PRATICAR ?

SÓ POR HOJE!

TENTE.

Principios Reiki

Os Cinco Princípios do Reiki

Os Cinco Princípios do Reiki  [1]

Os cinco princípios originalmente estabelecidos pelo Imperador Meiji do Japão (1868-1912) como diretrizes para uma vida realizada foram adotados pelo Dr. Usui para serem incorporados à nossa vida e nos ajudar a ser um canal para a energia vital universal. Não creio que sejam meros códigos morais para serem seguidos obstinadamente.

A supressão dos pensamentos e das emoções nunca será de alguma ajuda para a pessoa em busca de iluminação. Essas diretrizes são simples pedras que pavimentam a trilha em direção ao aumento da consciência do macro e microcosmos. A linha vermelha que alinhava cada uma dessas diretrizes é a unicidade da pessoa com o cosmos.

1)    Não fique zangado hoje.

Não há nada inerentemente errado com a raiva. É apenas um sinal de que você está tentando nadar contra a natureza natural dos acontecimentos. Quando a raiva bate à sua porta, a maneira mais sensata de lidar com ela é reconhecê-la, observá-la e, ao fazer isso, deixá-la ir para sempre. Uma vez que você pára de se identificar com a emoção, o fogo apaga. Um método muito eficiente de lidar com a raiva e com outras formas de manifestação de energias (aparentemente incontroláveis) antes de elas acontecerem é a Meditação Dinâmica [2], que está sendo usada por inúmeros psicólogos ocidentais para o alívio emocional e da tensão. Por meio da catarse controlada, podemos nos livrar de tensões indesejadas.

2)    Não se preocupe hoje.

Nós nos preocupamos para nos manter separado do todo, para conseguirmos a sensação de que somos especiais, de que não somos capazes de sentir de outra forma. Nós nos preocupamos em que as coisas possam acontecer diferentemente daquilo que esperávamos, levando em conta apenas as nossas próprias vantagens. A fonte da preocupação é o medo daquela coisa, da qual sempre podemos estar certos: mudança.

Tendemos a ver o resto da humanidade como concorrentes e talvez até como inimigos, em vez de companheiros de viagem. Esquecemos que o universo é uno, e que apenas o ego o despedaça.

3)    Seja grato hoje.

Todos sabemos como é difícil ver toda vez cada experiência como novos olhos. Mas, quando por acaso o fazemos, o momento parece eterno e mágico. Ao apreciar conscientemente o nosso ambiente, quer se trate do nosso companheiro ou do menor talo de grama, podemos uma vez mais encontrar-nos nessa extraordinária bela história da vida.

O que chamamos de “bom e mau” fazem parte de tudo na vida. Lembro-me de uma velha história que nos foi contata pelo mestre Osho:

Numa pequena aldeia do interior, vivia um velho que tinha um belíssimo cavalo. Embora fosse muito pobre, ele recusava ofertas para vender seu cavalo, pois o animal tinha se tornado um amigo para ele.

Os outros aldeões o achavam excêntrico e estúpido porque ele poderia acabar com sua pobreza vendendo o cavalo. Um dia, o estábulo onde o cavalo ficava foi encontrado vazio. Os aldeões estavam convencidos de que o animal tinha sido roubado e concordaram entre eles que teria sido melhor se o velho tivesse vendido o cavalo. O velho observou que o único fato verificável era que o cavalo não estava no estábulo e disse aos outros que não tirassem tão depressa suas conclusões. Pouco depois, o cavalo voltou por si mesmo, trazendo com ele uma manada de cavalos selvagens. Agora, os aldeões acharam que a boa sorte tinha chegado ao velho, mas novamente ele lhes disse para verem os fatos e não julgar um pequeno fragmento de realidade sem conhecer o todo.

O filho único do velho começou a domar os cavalos selvagens. Um dia ele caiu e quebrou a perna. Os aldeões novamente acharam que isso era uma grande calamidade, uma vez que ele era o único a ajudar o pai. Mas o velho continuou fiel ao seu ponto de vista de não julgar. Logo depois, estourou uma guerra contra o reino vizinho e todos os jovens do Estado foram recrutados, exceto o filho incapacitado do velho … Essa história não tem fim.

Nossa tendência é olhar para a nossa vida, e para a dos outros, de uma perspectiva muito estreita, sem conhecer o todo, sem confiar e sem festejar o momento, seja lá o que ele esteja a nos oferecer. Vamos tentar!

4)    Trabalhe arduamente hoje (prática de meditação).

Esse princípio não sugere que você faça algum trabalho doze horas por dia. O termo “trabalho árduo” refere-se a trabalhar em nós mesmos, praticando meditação e devotando o nosso tempo ao crescimento espiritual. Os valores espirituais do mundo interior diferem consideravelmente dos valores do mundo exterior. “Trabalhar arduamente” no mundo exterior transforma-se em “devoção” no interior,  onde não há lugar para o que é árduo. No mundo exterior, podemos estar trabalhando rumo a uma meta, mas no mundo interior o momento presente é o único tempo que existe. A prática da percepção ou da meditação nas atividades diárias é o propósito de muitas religiões orientais e foi introduzida no Ocidente pelo famoso místico G. I. Gurdjieff, que a chamava de lembrança de si. O Reiki, a meu ver, visa alcançar o mesmo estado mental. A meditação não pode ser forçada, mas primeiro a pedra deve ser jogada na lagoa para que as ondulações se movimentem na direção das margens. Depois desses anos todos, a meditação tornou-se um alimento sutil, mas essencial para mim. De fato, é a melhor comida que já provei!

5)    Seja amável com os outros hoje.

Todas as hierarquias foram criadas pelo homem. O que elas causam está aí para se ver: destruição do ambiente, aquecimento global, guerras que nunca acabam e assim por diante. A lista é pungente e sem fim. Olhe para o meio ambiente com amor no coração, e o mundo de novo torna-se um espaço milagroso que se alimenta de amor.

É claro que essa diretriz também é para ser compreendida internamente, dentro de si mesmo. A benevolência com todos os seres deve incluir você. De fato, você deve ser a plataforma da qual se lançar na sua jornada de amor. Sábios de todas as eras ficaram conhecidos por “vencerem” seu corpo, para espanto das pessoas ao redor. Mas, encarado por esse prisma, isso não parece de modo algum estranho.

Os 5 Princípios do Reiki

Os 5 Princípios, no alto, de próprio punho do Dr. Usui, na tabela, em japonês com tradução.

Os Cinco Princípios

Shoufuku no hihoo O método secreto para convidar a felicidade
Manbyo no ley-yaku O remédio maravilhoso para todas as doenças(do corpo e da alma)
Kyo dake wa Apenas hoje
Okuru-na 1  Não se zangue
Shinpai suna 2  Não se preocupe
Kansha shite 3  Demonstre apreço
Goo hage ne 4  Trabalhe com afinco (sobre si mesmo)
Hito ni shinsetsu ni 5  Seja bondoso

[1] Texto de Frank Arjava extraído do seu livro O Fogo do Reiki.

[2] Meditação Ativa ou Dinâmica é um método que utiliza movimentos, posturas, mantras, etc., com o  objetivo de fazer com que a mente, ocupada, cesse os turbilhonamentos de pensamentos e se aquiete.

http://ocaminhodonirvana.net/site/meditacao_ativa.htm

Pesquisa revela poder da energia liberada pelas mãos!

Pesquisa revela poder da energia liberada pelas mãos!

Um estudo desenvolvido recentemente pela USP (Universidade de São Paulo), em conjunto com a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), comprova que a energia liberada pelas mãos tem o poder de curar qualquer tipo de mal estar.

O trabalho foi elaborado devido às técnicas manuais já conhecidas na sociedade, caso do Reiki e do Johrei, utilizada pela Igreja Messiânica do Brasil e ao mesmo tempo semelhante à de religiões como o Espiritismo, que pratica o chamado “passe”.

Todo o processo de desenvolvimento dessa pesquisa nasceu em 2000, como tema de mestrado do pesquisador Ricardo Monezi, na Faculdade de Medicina da USP. Ele teve a iniciativa de investigar quais seriam os possíveis efeitos da prática de imposição das mãos. “Este interesse veio de uma vivência própria, onde o Reiki (técnica) já havia me ajudado, na adolescência, a sair de uma crise de depressão”, afirmou Monezi, que hoje é pesquisador da Unifesp.

Segundo o cientista, durante seu mestrado foi investigado os efeitos da imposição em camundongos, nos quais foi possível observar um notável ganho de potencial das células de defesa contra células onde ficam os tumores. “Agora, no meu doutorado que está sendo finalizado na Unifesp, estudamos não apenas os efeitos fisiológicos, mas também os psicológicos”, completou.

A constatação no estudo de que a imposição de mãos libera energia capaz de produzir bem-estar foi possível porque a ciência atual ainda não possui uma precisão exata sobre esse efeitos. “A ciência chama estas energias de ‘energias sutis’, e também considera que o espaço onde elas estão inseridas esteja próximo às frequências eletromagnéticas de baixo nível”, explicou.

As sensações proporcionadas por essas práticas analisadas por Monezi foram
a redução da percepção de tensão, do stress e de sintomas relacionados a ansiedade e depressão. “O interessante é que este tipo de imposição oferece a sensação de relaxamento e plenitude. E além de garantir mais energia e disposição”.
Neste estudo do mestrado foram utilizados 60 ratos. Já no doutorado foram avaliados 44 idosos com queixas de stress.

O processo de desenvolvimento para realizar este doutorado foi finalizado no primeiro semestre do ano passado. Mas a Unifesp está prestes a iniciar novas investigações a respeito dos efeitos do Reiki e práticas semelhantes a partir de abril deste ano!